Autor: janaina.

Preencha o gap.

Diversas pesquisas mostram que empregadores têm dificuldade de recrutar porque existe um gap entre as habilidades que eles esperam e o que os graduados/candidatos podem entregar.

O Instituto Amani conduziu uma pesquisa tanto com os empregadores quanto com os empregados em organizações de referência no setor social para determinar a natureza desse gap de habilidades. E, a partir disso, fez algumas descobertas:

  • Os atributos que os empregadores mais valorizam são, em sua maioria, habilidades não obtidas em uma universidade tradicional;
  • Conhecimento teórico e acadêmico não estão entre as 5 principais habilidades que os empregadores procuram. Mas sim, liderança, resolução de problemas, gestão de projetos e comunicação;
  • Os empregadores acreditam que essas habilidades para um empregado de sucesso são melhor desenvolvidas através de meios não-tradicionais, como experiências extracurriculares, por exemplo;
  • Considerando que atualmente as universidades não são capazes de formar essa ponte entre as habilidades desejadas pelos empregadores, os graduados devem suplementar seus estudos com outros tipos de oportunidades. Para assim, prepará-los para os desafios do campo e preencher o gap entre as universidades e os empregadores.

Desenvolva suas soft skills.

Essas habilidades tanto valorizados pelo mercado de trabalho são denominadas de “soft skills”.

“Habilidades como resiliência, empatia, colaboração e comunicação são todas competências baseadas na inteligência emocional e que distinguem profissionais incríveis da média”, afirma Daniel Goleman, psicólogo expert no assunto e autor do best seller Inteligência Emocional.

E são justamente elas que mais fazem falta aos empregadores na hora da contratação.

Os contratados, em muitos casos, são inteligentes, ambiciosos e sabem usar tecnologia. Provaram que conseguem fazer o trabalho. São comprometidos e apaixonados pela ideia de ascender na carreira. Então, o que falta nesses profissionais?

De acordo com Goleman, são as “soft skills”, que ele define como “traços e comportamentos que caracterizam nossos relacionamentos com outros.

Mas, como é possível desenvolver tais habilidades?

Os próprios empregadores recomendaram a realização de atividades extracurriculares em pesquisa realizada pelo Instituto Amani, como principal forma de desenvolvê-las.

Crie seu ambiente ideal.

Dentre as diversas atividades extracurriculares possíveis, destacamos o trabalho voluntário, principalmente para quem quer construir uma carreira no setor socioambiental.

Ao fazer trabalho voluntário, você pode desenvolver a resiliência ao lidar com problemas socioambientais e até mesmo para captar recursos. Além disso, ao fazer voluntariado passamos a ter mais empatia pelas pessoas por termos uma imersão em suas realidades. E, nesse contexto, a colaboração e comunicação são essenciais na resolução de problemas.

Por isso, vamos destacar algumas organizações nas quais é possível realizar trabalho voluntário e se desenvolver:

 

AIESEC

A AIESEC é um movimento de liderança jovem. A missão da organização  é alcançar a paz mundial e o total preenchimento das potencialidades humanas.

Através da AIESEC, pelo programa Voluntário Global, ocê irá realizar projetos em ONGs ao mesmo tempo que vivencia seus valores, paixões e abraça causas mundiais. Desenvolva, em um ambiente desafiador, autoconhecimento, confiança e a capacidade de engajar e empoderar pessoas. Ao entrar em contato com diversas culturas você terá uma consciência maior sobre o seu impacto no mundo e sua habilidade de fazer a diferença.

“Acreditamos que todo jovem tem o potencial de tornar-se um líder e promover as mudanças necessárias, a fim de transformar o meio em que vive. O voluntariado é uma das ferramentas que utilizamos para desenvolver esta liderança”.

 

ENACTUS

A Enactus é uma organização internacional sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo através da Ação Empreendedora.

O Brasil é um dos 36 países ao redor do mundo que opera o programa Enactus.

“Somos uma rede de estudantes, líderes executivos e líderes acadêmicos, onde fornecemos uma plataforma para os universitários criarem projetos de desenvolvimento comunitário que colocam capacidade e talento das pessoas em foco. Com isso, nossos alunos fazem da Ação Empreendedora a ferramenta que transforma vidas. E a transformação acontece dos dois lados: as pessoas que servimos e os alunos, que desenvolvem valores para se tornarem os verdadeiros líderes do futuro.”

Assim como no mundo dos negócios, acreditamos que a competição estimula a criatividade e recompensa resultados. Para a Enactus, isso significa mais vidas impactadas.

Uma série anual de campeonatos nacionais fornece um fórum para as equipes mostrarem o impacto de seus projetos, que são avaliados por executivos. O Time Campeão Nacional avança para a prestigiada Enactus World Cup, onde tem a oportunidade de vivenciar a celebração da excelência e colaboração”.

 

Volunteer Vacations

A Volunteer Vacations (VV) pesquisou, conheceu, analisou, catalogou e fechou parcerias com algumas das mais relevantes ONGs do mundo para poder proporcionar a pessoas dos mais variados perfis uma experiência de curto prazo em uma organização de ajuda humanitária. Cuidamos de todo o planejamento e burocracia e montamos junto com você uma experiência capaz de aliar diversão e a realização pessoal de colaborar com uma causa importante para o nosso planeta.

A VV percebeu que o mundo está cada vez mais voltado e sensibilizado para as questões sociais, conectado com o próximo e preocupado com o futuro da humanidade. Empresas e indivíduos de modo geral começam a perceber a importância e o valor de, simplesmente, fazer o bem. Impulsionado por esse desejo, o conceito de “férias voluntárias” tem crescido imensamente nos últimos tempos.

 

TETO

Há 10 anos no Brasil, o TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias e invisíveis, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários.
Com a implementação de um modelo de intervenção focado no trabalho lado a lado com moradores de comunidades, o TETO busca construir moradias mais dignas, promover a educação de crianças por meio de oficinas de leitura, formar lideranças comunitárias e envolver toda comunidade em projetos de melhoria para seus bairros.

 

SOLIDAREASY

A SolidarEasy é uma plataforma de conexão entre pessoas e Organizações Sociais, seja através do voluntariado, seja através da doação. Em nosso sistema é possível ser voluntário de uma ONG ou organização voluntária local através das atividades criadas pela própria organização. Dessa forma, você pode montar um calendário de atuação sabendo data, hora e local da sua atividade voluntária.

Tem interesse em ver sua instituição social favorita usando as soluções SolidarEasy? Faça o pré-cadastro dela clicando aqui ou envie um e-mail para nós em [email protected]

Gostou do propósito da SolidarEasy? Visite a plataforma deles e também acompanhe eles pelo Facebook e Instagram.

 

Esse texto foi uma contribuição de Janaína Vieira, estudante de administração pela Universidade Federal da Bahia, apaixonada por iniciativas de impacto socioambiental e criadora do   Inspira- Carreiras de Impacto.

 

Para saber mais/Fontes:

https://www.napratica.org.br/como-desenvolver-soft-skills/

https://amaniinstitute.org/pt/about-us/why-we-exist/attachment/state-of-talent-development-in-the-social-sector-final-w-cover-2/