agosto 2017.

A Campus Party é um dos mais importantes eventos de tecnologia e inovação do mundo. Criado na Espanha em 1997, o evento foi concebido na intenção de criar a maior comunidade de informações geek do planeta e incentivar as pessoas a usar seus talentos e conhecimentos para criar um mundo melhor através da tecnologia.

No Brasil, o evento acontece tradicionalmente em São Paulo (SP), mas os últimos eventos têm sido marcados por acontecerem em cidades fora do circuito tradicional, como foi o caso da Campus Party Bahia, carinhosamente chamada de CPBA.

A CPBA foi a primeira (de muitas) realizadas na Bahia, e nada melhor do que a primeira capital do Brasil para recepcionar o evento. O local escolhido como sede foi um dos símbolos do estado, o estádio Arena Fonte Nova, hóspede de jogos da Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016.

Foi nesse ambiente de alegria e inovação que a SolidarEasy participou como startup early stage da seção Startup and Makers, que são as startups em fase inicial a fazerem demonstrações de seus protótipos. Para chegar até lá, concorremos com startups de todo o Brasil e em todos os estágios de maturação.

Além de estarmos na área Startups and Makers, fomos também selecionados para o desafio Sebrae Like a Boss do SEBRAE Nacional. O desafio consistia numa batalha de pitchs (apresentações rápidas do negócio) em três fases eliminatórias, com duração de 3,4 e 5 minutos em cada fase.

No primeiro dia haviam 32 startups, e todas competiram juntas sem distinção de área de atuação ou estágio de maturação.No segundo, passaram apenas 16; e no terceiro dia e grande final, apenas 8. Felizmente, a SolidarEasy conseguiu chegar até a final, e mesmo não sendo vencedora do desafio, ser finalista lhe garantiu os ingressos para o CASE SEBRAE 2017, o maior evento de investimento para startups da América Latina.

Sem dúvidas a Campus Party Bahia foi um evento incrível, que deixou saudades. O quanto foi construído em relacionamentos e contatos de negócios não poderia ser reproduzido em um outro ambiente que não o da CPBA. Certamente, não só para os empreendedores, mas também para todos os campuseros e frequentadores do evento, a segunda edição é aguardada com muita expectativa de um evento ainda melhor.

#voltacpba